Pesquisadores desenvolveram um sistema de inteligência artificial capaz de simular o comportamento humano e prever suas ações futuras


"Ser capaz de simular o comportamento humano é um passo importante para criar um agente de IA que possa realmente ajudar os humanos", explicam o pesquisador da Athul Paul Jacob e sua equipe em um comunicado à imprensa. Eles desenvolveram um novo método de uso de IA para simular o processo de tomada de decisão humano. Em outras palavras, o sistema é capaz de imitar o raciocínio às vezes irracional das pessoas, a fim de melhor atender às suas expectativas.

Quando se trata de alcançar um objetivo ou resolver um problema, as pessoas nem sempre escolhem a melhor opção. Suas decisões podem ser influenciadas por vários fatores, como falta de tempo, conhecimento limitado ou fadiga. Essa complexidade torna a modelagem do comportamento humano particularmente difícil, embora possa ser a chave para melhorar a interação entre sistemas de IA e usuários.

Pesquisadores do Instituto de Tecnologia de Massachusetts e da Universidade de Washington desenvolveram um método para modelar com precisão esse comportamento. Seu sistema baseado em IA pode prever as ações futuras das pessoas em várias situações, e também se mostra útil para simular o comportamento de máquinas, como robôs e outros sistemas de IA.

Levando em conta a "imprevisibilidade" de uma pessoa

O método desenvolvido pelos pesquisadores baseia-se na ideia de que o planejamento do tempo e a profundidade do pensamento são indicadores-chave do comportamento humano. Eles então criaram um algoritmo que simula uma série de decisões para um determinado problema e compararam essas decisões com decisões tomadas por humanos para determinar o ponto em que as pessoas param de "planejar" para deixar espaço para "irracionalidade" e imprevisibilidade. Isso permitiu simular parte do processo de tomada de decisão humana.

Os pesquisadores chamaram o resultado dessa simulação de "orçamento de raciocínio", que avalia a capacidade de uma pessoa de processar informações antes de tomar uma decisão. Com base nesse orçamento de inferências, o modelo pode prever o comportamento futuro de uma pessoa diante de um problema. "Para mim, o mais impressionante foi que esse orçamento de inferência se presta muito bem à interpretação", explica um dos pesquisadores em um comunicado à imprensa, ilustrando a eficácia do sistema que desenvolveram.

Isso permitirá que os cientistas programem melhor os sistemas de IA, dando-lhes a capacidade de entender melhor os processos de "pensamento" em diferentes contextos. Por exemplo, ao entender as razões por trás das decisões de um usuário, um assistente de IA pode oferecer suporte mais personalizado e antecipar necessidades futuras.

Resultados promissores

Para avaliar a eficácia de seu método de simulação, os pesquisadores testaram o sistema em três condições diferentes. O primeiro experimento envolveu observar pessoas se movendo através de um labirinto para entender como elas progrediam.

No segundo experimento, foram analisadas as comunicações entre duas pessoas participantes do jogo. Nesse jogo, um dos participantes teve que descrever uma cor usando apenas pistas verbais, e o outro teve que adivinhar a cor descrita. No terceiro e último experimento, o sistema foi testado na prática, analisando o jogo e as estratégias dos jogadores de xadrez.

Os resultados de todos esses testes foram promissores: o sistema foi capaz de identificar os objetivos de navegar no labirinto com base em movimentos anteriores, entender as intenções comunicativas a partir de trocas verbais e prever os próximos movimentos em um jogo de xadrez.
Gustavo José
Gustavo José Fascinado pelo mundo do terror e do suspense, sou o fundador do blog Terror Total, onde trago histórias envolventes e arrepiantes para os leitores ávidos por emoções fortes.

Postar um comentário em "Pesquisadores desenvolveram um sistema de inteligência artificial capaz de simular o comportamento humano e prever suas ações futuras"

*Traduzido de site parceiro