A caverna de cristais gigantes no México

Eles a chamam de "A Catedral de Cristal de Naica " e fica em Chihuahua, no México. Uma maravilha geológica que lembra muito a caverna secreta do Super-Homem. Um cenário de equilíbrio cristalino digno de qualquer filme de ficção científica e único no mundo.

A impressionante caverna de cristais gigantes no México

É uma caverna subterrânea onde se acumulam grandes cristais de gesso, dispostos arbitrariamente mas ao mesmo tempo configurando uma harmonia mágica capaz de ofuscar qualquer olhar, qualquer visitante que tenha a sorte de chegar àquelas profundezas. Só foi descoberto no ano 2000,   quando trabalhadores que escavavam uma galeria de 300 metros de profundidade encontraram este local de surpreendente beleza. Eles pensaram que tinham chegado em outro mundo... 

Uma cena de outro mundo

À primeira vista parece impossível que estes cristais de gesso adquiram tal tamanho. É algo único em nosso planeta. A verdade é que assim que se chega a esta caverna não se pode deixar de lembrar daquela cena do filme Superman , onde o jovem Kal-El teve que ativar certos cristais para evocar a memória de seu planeta perdido. Criptônio.

Esta caverna Naica também é um apêndice de outro planeta? Em absoluto. Tudo tem a ver com suas condições ambientais extremas. Normalmente os cristais de gesso medem dois ou três centímetros, mas neste local do México a temperatura é de 50º, e com 90% de umidade relativa. O resultado? Que as estruturas de gesso atingem facilmente 10 metros de comprimento  e um metro de largura . Incrível, sem dúvida.

O cristalógrafo Juan Manuel García Ruiz , do Instituto Andaluz de Ciências da Terra, explica-nos que este enorme crescimento se deve também à lentidão com que se cristalizaram. Segundo ele, e pelo que entendemos, esses cristais aumentam a uma taxa equivalente à espessura de um fio de cabelo a cada 100 anos. São cristais que crescem há quase um milhão de anos, nada mais, nada menos.

Outro aspecto interessante é que abaixo da caverna de cristal Naica existe um centro vulcânico que, além de emitir calor, também libera minerais. Tudo isso configurou aos poucos este espaço único, de 35 metros de comprimento por 20 metros de largura , com cerca de oito metros de altura. A cristalização lenta e contínua, década após década, desenhou estas formas fabulosas, um conjunto de blocos gigantes de gesso translúcido que agora, depois de descobertos em 2000 e subitamente expostos ao ar, fazem com que os cristais parem de crescer e corram perigo não só de deteriorar-se, mas de desaparecer.

Há muitas pessoas e entidades que querem que as Grutas de Naica sejam declaradas Património Mundial , algo assim permitiria que fossem preservadas e respeitadas. Mas as escavações continuam a ser realizadas nas proximidades, é um cenário muito rico em prata e outros minerais, o que provoca a contínua alteração do terreno. Esperemos, portanto, que se chegue a um acordo através do qual algo tão extraordinário e belo ao mesmo tempo continue a perdurar com o mesmo esplendor. Nosso planeta é um poço de maravilhas para descobrir e acima de tudo…. respeitar. 

Postar um comentário em "A caverna de cristais gigantes no México"

*Traduzido de site parceiro